Pluct, plact, TUM!

LingPort 130428 025 grafismo pessoas

Texto e foto de Valéria del Cueto

Queria não ser assim quando passou por ali. Poder andar pelas nuvens e não pelo chão, saltitar nas estrelas, como uma bolinha de pin ball enlouquecido das luzes noturnas. Lá, onde astros sedutores acenam com seus brilhos pisca-piscas pedindo atenção e atraindo incautos como ele. É mais um impulso em direção a um novo qualquer coisa.

Caiu na real e viu que estava na Terra. Que sua capacidade de pulação tinha sido extremamente reduzida pela gravidade poluída e pesada. Daqui não sai, daqui ninguém o tira.

Alto lá que isso é um castigo muito pesado para um pulador de galáxias, acostumado a percorrer distâncias impossíveis em saltos acrobaticamente calculados. Com direito a repique nos satélites adjacentes. Afinal, quem não quicou pelas luas de Júpiter e resvalou nos anéis de Saturno não pode ter a menor ideia do que estamos tratando aqui. Fala de sistemas estrelares, galáxias, dimensões. Fala do tudo e do todo que permeia.

Agora, se vê assim. Procurando não uma, mas a saída para a cilada atual. Chegou pensando em fazer um tour e acabou sugado, atraído por um imã de um planeta que, por alguma razão inexplicável, sofreu um deslocamento e ficou preso entre duas dimensões.

Só pode ser essa a explicação para tantos paradoxos. O belo e o terrível, o elevado e o rasteiro, o auto suicídio com o esgotamento das impressionantes reservas planetárias. A maldição de ser supremo e vil. Como tantas criações geniais podem gerar incontroláveis impulsos destruidores… É como se a quinta dimensão dos gibis do Superboy, aquela que todos falam de traz para frente e onde todos os valores são invertidos coexistisse não paralelamente, mas integrada a outra, a natural do planeta.

Isso pode ser a causa de desequilíbrios do sistema terráqueo, onde são testemunhadas maravilhas sendo alcançadas e coisas que apenas a natureza bidimensional dos humanos pode explicar: matança, ganância, destruição, corrupção gerando o caos inexorável e cruel.

Essa semana os líderes mundiais se reuniram e ouviram uma presidente que quer normatizar a espionagem. Mal sabe ela… Todos os passos de todos os seres existentes estão registrados nos anais divinos. Não apenas os da internet, mas até os dos pensamentos, das atitudes e especialmente os das consequências de seus atos. Lá não tem esse negócio (nossa, ele já fala como eles) de duas dimensões, duas caras, duas versões. Lá segurança é segurança, controle é controle. Lá também se mede, quantifica e codifica milimétricamente – para falar no sistema de medidas daqui, não apenas o que é dito, pensado e feito. E a contagem de pontos não é pela lista dos mais ricos, espertos, ou dominadores. Ela é pelo que cada um recebe e o que isso gera para o coletivo.

Essa senhora, por exemplo, chamou a atenção pelo trânsito fácil entre essas duas dimensões que coabitam esse planeta. Diz, desdiz, se contradiz, sem se dar conta que sua conta está para lá de negativada. Poderia ter feito. Mas não fez sua lição ao desperdiçar os meios que teve em suas mãos: saúde, segurança, educação… Como alguém consegue botar a cabeça no travesseiro sabendo que está deixando como legado uma nação e povo mais mal-educado, com um lixo de saúde e vivendo  inseguramente, ameaçado pela gananciados dos que ela escolheu como companheiros de jornada?

WALDEINSAMKEIT. Em alemão é a sensação de estar sozinho numa floresta, segundo o perfil de Alba Regina Ricci, numa rede social. Não é apenas ela que tem essa sensação. Ele também a (re)conhece. Não de uma floresta, mas de um mundo perdido que não o deixa sair, nem pular, nem sonhar…

*Valéria del Cueto é jornalista, fotógrafa e gestora de carnaval. Essa crônica faz parte da série “Ponta do Leme”,  do SEM FIM… delcueto.wordpress.com

Anúncios

Um comentário sobre “Pluct, plact, TUM!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s