Parada no Rio reúne “tipos” originais


Parada do Rio reúne “tipos” diferentes e originais

Valéria del Cueto Direto do Rio de Janeiro

A 12ª edição da Parada do Orgulho GLBT, realizada neste domingo no Rio de Janeiro, reuniu uma gama de tipos interessantes e originais. Na avenida Atlântica, na praia de Copacabana, era possível ver gente vestida de Chacrinha e Lotar, amigo do personagem Mandrake, dividindo as mesmas atenções.

Um homem vestido de diabo dividia, democraticamente, a avenida com representantes da Igreja Cristã Contemporânea, representada por 15 adeptos com placas e bandeiras.

Para se proteger do sol forte que fazia na cidade, os freqüentadores usaram tudo, até mesmo a bandeira do movimento, sob seus rostos.

Enquanto a bateria feminina, que animava a parada, unia gente jovem e ritmistas com mais experiência, a gravata de “arco-íris”, improvisada para a festa, fez a féria dos vendedores ambulantes.

No meio de tanta gente exótica, muitos curiosos acompanhavam a movimentação. As irmãs Márcia e Marta Santos, 73 e 71 anos, respectivamente, analisavam os passantes. “Nada contra”, afirmou Marta a respeito do movimento, enquanto apontou mais uma transformista que caminhava fantasiada pela avenida.

Clique AQUI  para ver as fotos do ensaio de Valéria del Cueto

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s