PARATY, COM NELSON PEREIRA DOS SANTOS

Paraty N141011 105 Casario correnteEra para ser uma entrevista com um imortal da Academia Brasileira de Letras, o cineasta Nelson Pereira dos Santos, logo após o pré lançamento de seu documentário “Português, a Língua do Brasil”, que abria a parte cinematográfica da FLIP, na Casa da Cultura de Parati..

Não foi bem isso que aconteceu. Ou melhor, não foi só isso que aconteceu. Nelson tem ligações fortes com Parati, cidade histórica em que fez vários trabalhos: “Azilo Muito Louco”, “Como Era Gostoso meu Francês” e “Quem é Beta?”.

A história de alguns dos depoimentos dados por seus colegas acadêmicos era muito interessante e sua opinião sobre o papel de âncora, assumido por ele próprio no documentário, no mínimo, surpreendente.

A conversa aconteceu num dos bares da cidade, foi regada a cerveja gelada, uma cachaça local e se prolongou ainda mais por que a projeção de “Boca de Ouro”, com Jece Valadão, fazia parte da homenagem ao dramaturgo na V Flip.

Viu? Está dito. Não foi uma entrevista. Foi conversa e da boa…

http://valeria-delcueto.podomatic.com/embed/frame/posting/2007-07-13T18_34_16-07_00?json_url=http%3A%2F%2Fvaleria-delcueto.podomatic.com%2Fentry%2Fembed_params%2F2007-07-13T18_34_16-07_00%3Fcolor%3D43bee7%26autoPlay%3Dfalse%26facebook%3Dtrue%26height%3D85%26width%3D300%26minicast%3Dfalse%26objembed%3D0&notb=1

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s