Flip 2007 -Off Flip mostra ícones da literatura local em Parati

Paraty N141011 105 Casario correnteOFF FLIP, ONDE O PARATIENSE ESTÁ…

Vir à FLIP, em Parati, não significa necessariamente interagir com o povo da cidade, a não ser através da prestação de serviços em bares, restaurantes, lojas e pousadas. Muito pouco, para quem procura conhecer os nativos locais. A OFF FLIP nasceu para ser um espaço de integração  e manifestação da sociedade local.

Um dos objetivos do evento “não paralelo, mas convergente”, segundo Sérgio Pedrosa, secretário de Turismo e Cultura de Parati, é a valorização das tradições da cidade, permitindo aos visitantes descobrirem poetas, artistas plásticos, atores, pesquisadores e músicos e conhecerem as manifestações religiosas, populares e folclóricas.

O espírito da OFF FLIP pôde ser visto, por exemplo, no Tributo a Themilson Tavares, autor homenageado deste ano, no auditório da Casa da Cultura, na noite de quinta-feira, lotado de paratienses,  Lá, os destaques eram personalidades locais: Dercy, Fernando Lopes, Paulo Vidal, Zezão, Jubileu, Luis Pereque, Marli Cardoso, Marta Campos. Todos moradores, a maioria ligada à área cultural da cidade, aplaudidos entusiasticamente pelos presentes.

No palco, um apanhado das inúmeras atividades de Themilson, “um multimídia, antes do termo existir”, segundo um dos amigos, foi feito através de depoimentos emocionados. Ele adotou Parati há mais de 30 anos e aqui dedicou-se ao teatro de rua, fundando o grupo “Guarda a Chave no Trombone”, responsável por espetáculos como “Itaorna, Pedra Podre” e ” Você viu Chernobil?”, fez rádio, escreveu para jornais locais, foi carnavalesco, compositor e é artista plástico.

Uma exposição de pinturas e desenhos, registrando várias fases de sua trajetória, na Casa de Cultura é outra das atrações da OFF FLIP que também conta em sua programação com a exposição e lançamento de livros de Rubens Gerchman, Cláudio Tozzi, e Ivald Granato, na Casa Gabriela, de Paulo Gomes, no Quintal Cultural, e ” Contra Ponto” , do cenógrafo e artista plástico Marcos Irine e do fotógrafo Renato dos Anjos, no Armazém do Cais.

As realizações da Tribuna OFF para a leitura de textos de escritores convidados, sessões de autógrafos e oficina de flores e Papel e Contação de Histórias com Ilustração ao vivo, o agito cultural da Revista Bagatelas são algumas das atrações do evento.

A movimentação termina com a entrega, no sábado,  do Prêmio OFF FLIP, criado em 2006 e  dedicado ao gênero literário. Quase 400 contistas de 21 estados, além de brasileiros residentes em 8 países enviaram seus trabalhos, premiados nas categorias Nacional e Local.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s