Flip 2007 – Jim Dodge e Will Self divertem público na Flip

Paraty N141011 105 Casario correnteMACACOS, PATOS E MUITAS RISADAS NA TARDE DA FLIP

Arthur Dapieve, bem que avisou quando abriu os trabalhos da mesa composta pelos escritores Jim Dodge e Will Self: ” Macacos e patos não têm nada em comum”, no cair da tarde desta quinta feira, segundo dia da FLIP, Festa Literária Internacional de Paraty.

O título da mesa era “Sobre Macacos e patos” e fazia referência aos personagens de FUP, livro do americano Jim Dodge, uma pata, e ” o Grande Símio”, do inglês Will Self.

As maneiras distintas de produção, “escrevi Fup em seis semanas” esclareceu Jim Dodge, de visão de mundo e de estilo ficaram claras já na leitura de trechos das duas obras, feitas por seus autores.

A conversa não foi definitivamente monótona e gerou muitas risadas na platéia, principalmente pela forma com que o inglês respondia as provocações do mediador e as perguntas vindas do público.

Will Self, estava surpreso, por exemplo, com “uma barata deitada na cama, o que faz aquela barata na praça?” perguntava ele, arrancando risadas ao se referir a um boneco na área da FLIPINHA, na praça da Matriz. ” Devemos ficar discutindo metamorfose com as crianças?”

Jim falou de seu processo criativo quando indagado se escrita criativa não é redundancia, já que dirige o Programa de Escrita Criativa da Humboldt State University, na Califórnia.” Toda escrita é criativa. Eu gostaria de ler a lista do supermercado de Will”. exemplificou. Ao falar de suas influências, disse que “tudo que li me influencia, mesmo
que de maneira negativa, quando não gosto.”

Os temas abordados foram abrangentes e atuais: do aquecimento global a era Bush e Tony Blair. Aliás, este último teve concordãncia, tanto do americano quanto do Inglês. “O número de mortos no 11 de setembro é infinitamente menor do que as 60.000 pessoas que já morreram pelos atos dos dirigentes dos EUA e da Inglaterra. Tenho mais medo do sabonete no qual eu posso escorregar no banheiro do que de um ato terrorista muçulmano”, metralhou Will Self.

de Paraty, Valéria del Cueto para o TERRA

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s