“História Sem Fim do rio Paraguai – o relatório” no Odeon: lançado o curta mato-grossense.

Historia_Sem_Fim...FA_01_-_Por_do_sol_murada_C__ceresDIARIO DE BORDO 06/dez/2004

da assessoria

E lá se vai… O curta metragem cinematográfico História Sem Fim… do rio Paraguai – O Relatório, documentário ficcional de Valéria del Cueto, foi lançado, neste domingo, no Cine Odeon, na Cinelândia, durante a programação do Festival Internacional de Curtas do Rio de Janeiro. O filme foi convidado, apesar de não ser patrocinado pela empresa, a ser exibido no Programa Curta Petrobras 2, composto pelos curtas “Santa Helena e os Phantasmas da Botija”, de Petronio Lorena e Tiago Scorza, “Heliorama”, de Ivan Cardoso, “Quando Jorge foi a Guerra”, animação de Tadao Miaki, “Ilya e o Fogo”, de Caetano Curi e “O Numero”, de Beto Bertagna.

Antes da sessão, a diretora e a equipe técnica foram chamados ao palco para apresentar o filme. Valéria del Cueto sintetizou seus agradecimentos na figura de Totico, comandante do Espanhol, barco que levou a equipe na viagem realizada em 1999, entre Cáceres e Corumba, pelo rio Paraguai. “Quando me disseram que nosso comandante não viajava pelo rio Paraguai ha mais de 15 anos, tempo em que ficou sem reencontrar a famí­lia que morava na região, achei que este tempo era uma eternidade. Levei 7 anos para concluir o projeto do curta metragem, já sei o que e meia eternidade e já não acho tanto tempo assim. Só espero não levar mais 7 anos para trazer para as telas o longa que rodamos na expedição”

Também receberam os aplausos da plateia, no palco do tradicional cinema carioca, os atores Eduardo Filipe e Meire Pedroso, que veio de São Jose dos Campos para o evento, Lula Araujo, diretor de fotografia, Jayme del Cueto, produtor executivo do filme, e conforme suas palavras, “produtor da cineasta”, Denise del Cueto, produtora de elenco, Lucia Gutierrez, pesquisadora e Dutra, assistente de fotografia. Estiveram presentes colaboradores, amigos e cinéfilos de carteirinha, que acompanham o dia a dia do Festival.

Último curta a ser apresentado, Historia Sem fim do rio Paraguai – O relatório, rodado em S 16mm e ampliado para 35mm, ganhou uma outra dimensão na tela de cinema, fazendo com que os espectadores fossem tragados pelas águas do pantanal e envolvidos pelas historias ribeirinhas. “Agora é fazer o possível para inserir o documentário no circuito de festivais nacionais e preparar a legendagem para levar o filme para o exterior”, concluiu Valéria del Cueto, comemorando o resultado do trabalho com a equipe depois da sessão.

O curta ainda poderá ser assistido, em vídeo, no Centro Cultural do Banco do Brasil, no Programa Brasil em 3 Tempos, composto ainda pelos videos Lotado, de Luanda Lopes e Pelores, de Marilia Hugues e Aline Frey, nesta terça feira, as 21 horas e no sábado, ;ultimo dia do Festival Internacional de Curtas do Rio de Janeiro, às 17 horas.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s